segunda-feira, 29 de março de 2010

O QUE ESPERAM AS GRÁVIDAS / CASAIS DO PARTO?

Resolvemos perguntar às grávidas que estão a frequentar o curso de preparação para o parto, o que esperam relativamente ao seu parto. Ficam aqui as suas expectativas... o parto imaginário!


"Sempre desejei ter um parto normal com acompanhamento do pai. Recorrer à epidural só o faria caso as dores fossem muito intensas pois penso que a respiração e a calma da mãe (e do pai) ajudam imenso na hora do parto. No entanto, a minha bebé ainda não virou, mantem-se ainda bem sentadinha. Devido a este facto, provavelmente terei que ser submetida a uma cesariana, o que me deixa a mim e ao pai bastante tristes. Pois desta forma, não iremos ter a oportunidade de passar pela experiência fantástica que deverá ser um parto natural / normal."

Sandra Pinho


"Colocando de parte todos os procedimentos e dor que envolve o parto em si, a minha expectativa desta experiência é que deve ser o ponto alto de comunicação entre a grávida / pré-mamã e o seu filho."

Anabela Mateus


"Quando penso nisso (no parto) tenho dificuldade em me abstrair do medo que tenho da dor. Por isso, o exercício que faço é tentar pensar nesse momento de forma descontraída, e uma vez que não sei o sexo do bebé, foco-me mais nesse momento da descoberta. Tento não ter expectativa nenhuma em relação ao parto. Nunca será nada que eu imagine, por isso tento não imaginar."


Renata Santos


"Relativamente às minhas expectativas, posso dizer que gostaria que o parto corresse o melhor possível e com todo o apoio da equipa que me for acompanhar. Gostaríamos que fosse um momento tranquilo para mais tarde recordar com muita alegria e só com boas lembranças."
"As minhas expectativas partem de princípio por todo um processo com muita alegria, relaxamento, serenidade e entre outros factores positivos de forma a que seja um parto com naturalidade."


Ana Luísa e João Paulo


Esperamos partilhar, convosco, o parto real! Até lá, aproveitem muito bem esta viagem indescritível ...

______________________________

Sónia Soares

sexta-feira, 19 de março de 2010

Nascimento sem violência

"O filme Nascimento Sem Violência por Frederick Leboyer disponível a partir de New Earth Records.
Este filme recebeu recentemente o Green Apple Award no Festival de Cinema de Estilo de Vida Verde..."

sexta-feira, 12 de março de 2010

O QUE É O MÉTODO PSICOPROFILÁCTICO?

A preparação para o parto pelo método psicoprofiláctico define-se como um conjunto de sessões de educação psíquica e física para o casal, que estimula a participação activa e consciente dos futuros pais durante o trabalho de parto.

Deste modo o casal não se submete ao parto, mas sim adapta-se a ele, adquire a capacidade e o poder de colaborar activamente no nascimento do seu filho.


O método psicoprofilá
ctico, também conhecido como “parto sem dor” ou “parto natural”, surge da necessidade de vencer a dor durante o trabalho de parto, através da aprendizagem de técnicas de relaxamento conduzindo a grávida/casal ao equilíbrio.



Assenta em três pontos fundamentais:



QUAIS SÃO OS OBJECTIVOS DO MÉTODO PSICOPROFILÁCTICO?

Promover uma preparação activa e consciente do casal durante a gravidez, parto e puerpério;

Treinar técnicas de descontracção muscular e exercícios respiratórios;

Gerir a ansiedade e o medo do parto;
Capacitar os pais para a adaptação ao processo de maternidade/paternidade, parto e pós-parto (Empowerment);

Proporcionar a partilha de experiências com outros casais.


QUAIS AS VANTAGENS DA PREPARAÇÃO PARA O PARTO PELO MÉTODO PSICOPROFILÁCTICO?


As vantagens podem dividir-se em obstétricas, psicológicas, para o recém-nascido e para a mãe:



Se deseja estimular o equilíbrio e a unidade da sua família, tornar o companheiro um interveniente activo e vivenciar o parto como uma experiência gratificante opte pela frequência no curso de preparação para o parto pelo método psicoprófiláctico.


Para a Associação Milagre de Vida é importante dar à grávida/casal consciência das suas possibilidades e responsabilidades.


O parto sem dor é uma escola de controlo de si própria

Vellay (1998:136)


_______________________Joana Pinto__________________
Bibliografia
BOBAK, I.M.; LOWDERMILK, D. L.; JENSEN, M. D. ; Enfermagem na Maternidade. 4ª ed. Lisboa: Lusociência, 1999.ISBN 972-8383-09-6.
COUTO, Germano (2003) “Preparação para o parto”, Loures, Lusociência.
FREITAS, M. G.; Freitas, M. O. N.; (1996) “ Preparação para o parto pelo método psicoprofilático”, Sinais Vitais, nº 48, p41 – 45.
VELLAY, Pierre (1998) ”A vida sexual da mulher: o método psicorofilático do parto sem dor”, 8 ª ed., Lisboa, Editoral Estampa.