quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Workshop “Segurança Infantil”

A Associação MVPP vai realizar um Workshop: "Segurança Infantil" no dia 20 de Março de 2010 -das 15h às 17
Local: Av. Prof. Egas Moniz nº7
Santa Maria da Feira

Os acidentes são a maior causa de morte nas crianças e jovens de Portugal e no entanto a maior parte deles poderiam ser evitados. Como? Conhecendo os riscos, criando ambientes seguros e minimizando os danos dos acidentes inevitáveis.
O dinamismo, a imprevisibilidade e inexistência de noção de perigo caracterizam o comportamento das crianças e estão na origem da maioria dos acidentes que estas sofrem.

Logo é fundamental que os pais tenham a consciência disso e adoptem medidas de segurança de acordo com o desenvolvimento infantil.

A Segurança é um direito das crianças e um dever dos pais e de cada um de nós.

Por isso venha participar no nosso Workshop “Segurança Infantil” e descobrir aquilo que pode fazer para prevenir os acidentes, e como é sempre útil saber como actuar em caso de necessidade, abordaremos também algumas técnicas de socorrismo.

Brevemente apresentamos o programa.

Inscreva-se até 15/03 por:
email associamilagredevida@gmail.com
ou pelo telf: 915963677.
(pode trazer o seu filho/a )

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

RESPONDENDO ÀS SUAS DÚVIDAS SOBRE… PLANO DE PARTO


1 – Quem me pode orientar na elaboração do plano de parto?

A enfermeira obstetra (parteira) constitui o profissional por excelência que a melhor orientará na elaboração do plano de parto. Deve pedir às enfermeiras que a acompanham na preparação para o parto.

2 – Nas maternidades públicas são aceites planos de parto?

Sim, nas maternidades públicas também são aceites planos de parto. No entanto, e como o próprio nome indica, um plano é um plano, o que significa que pode não ser cumprido na sua totalidade, tendo que ser adaptado ao local onde pretende ter o seu bebé.

3 – Será importante, então, informar a enfermeira obstetra do local que pretendo ter o meu bebé?

Sim, a informação sobre o local onde pretende ter o seu bebé constitui um dos elementos que integra o plano de parto e, consequentemente, a enfermeira deverá informar-se do que pode ser incluído no seu plano, tendo em conta as especificidades desse local.
Se ainda tem dúvidas, não hesite em contactar-nos!
_________________________________________
Sónia Soares

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

O QUE É O PLANO DE PARTO?

O plano de parto ou plano de nascimento é um documento escrito pela grávida, onde expressa os seus desejos e expectativas relativas ao parto e nascimento do seu bebé.

Deve pedir à enfermeira obstetra (parteira) que acompanha a sua gravidez para a ajudar a realizar o seu plano de parto. Este documento será um guia para os profissionais que a assistem no seu parto. É aconselhado que o realize entre as 28 e as 32 semanas de gravidez. Deve também programar uma visita ao local onde pretende ter o seu bebé, de modo a conhecer as opções que terá ao seu dispor e tomar uma decisão com base no conhecimento.

No decorrer da gravidez, deve ir então planeando com a sua parteira, o seu parto: o lugar, que intervenções deseja ou não que sejam praticadas, por quem deseja ser acompanhada e os cuidados ao bebé. No entanto, não se esqueça que não deve ficar obcecada com um parto perfeito! O seu plano de parto poderá necessitar de ser adaptado à situação clínica / evolução do parto, pelo que podem ocorrer alterações ao seu plano, que deve encarar com naturalidade! No plano de parto devem estar definidas as suas preferências relativas a:

Espaço físico: que tipo de sala gostaria de encontrar.

Acompanhantes e ambiente durante o parto: quem gostaria que a acompanhasse; se gostaria de ter música; vestir a sua roupa pessoal, …

Procedimentos durante o parto: se deseja que lhe façam a tricotomia (corte dos pêlos púbicos); se quer ou não que lhe sejam colocados soros; se pretende ou não clisteres de limpeza intestinal, …

Tipo de avaliação do bem-estar do feto: se pretende estar sempre com os traçados, ou de forma intermitente, …

Métodos para alívio da dor: analgesia epidural, técnicas de respiração, massagens, alternar de posições, …

Mobilidade e posturas durante a dilatação: se pretende caminhar; utilizar a bola de parto, …

Posturas e puxos durante o período expulsivo: qual a posição que gostaria de ter o seu bebé; só puxar quando tiver vontade, …

Episiotomia: se quer que lhe façam ou não.

Nascimento do bebé: se quer ter imediatamente contacto pele com pele; se pretende cortar o cordão quando deixar de pulsar, …

Aleitamento materno: se pretende amamentar; se quer ou não que sejam dados suplementos (biberão) ao seu bebé, …

Para esclarecimentos adicionais informe-se com as enfermeiras obstetras que lhe fazem a sua preparação para o parto! Peça-lhes orientação para realizar o seu plano de nascimento!

Sónia Soares
________________________________________________________________
Bibliografia
Iniciativa Parto Normal. Documento de consenso. Federación de Asociaciones de matronas de España. Associação Portuguesa dos enfermeiros obstetras. Lusociência. 2009: p. 25-30.